Raquel e Alberto, no castelo de Pedraza

A amizade entre a Raquel e a Joana começou em Paris. Nessa altura, o Alberto estava em Madrid e eu em Lisboa. O amor resistiu à distância.

Há duas semanas viajámos até Espanha para festejar uma década de vida de mãos dadas. Foi em Pedraza de la Sierra, uma pequena aldeia entre muralhas do século XIV, no topo de um monte na região de Segóvia. Ali vive uma centena de pessoas, e por estes dias já se montava na Plaza Mayor uma praça de touros, para as festividades locais.

Como sempre faço para onde quer que vamos, levei uma câmara. E ao final da tarde não resisti: Raquel, Alberto, posso fotografar-vos? Cinco minutos? Sim? Sim.

Ana, André e as cores da Costa Nova

A Ana e o André vivem no Porto, mas uma parte das suas vidas está agora ligada ao mar, uns quilómetros abaixo da invicta. Num passeio entre o Furadouro e a Costa Nova, fizemos estes retratos. Estamos os três a postos para o grande dia. 

Uma bicicleta, um anel e o fotógrafo escondido

O Filipe tratou de tudo em segredo, durante semanas: comprou a bicicleta, que era um presente de aniversário e o pretexto para um passeio que acabaria à beira-rio, encomendou chupa-chupas personalizados e escolheu um anel. A Vanessa não desconfiou de nada, eu fotografei tudo. O pretenso noivo ajoelhou-se – com o joelho esquerdo, como manda o código secular – e ela respondeu “sim”.